new paper – Príncipe island hawksbills: Genetic isolation of an eastern Atlantic stock

06/09/2011

Está já disponível online e em breve (Outubro de 2011) estará publicado no Journal of Experimental Marine Biology and Ecology mais um estudo científico resultante das atividades que o Programa SADA tem em curso na Ilha do Príncipe.

A publicação tem como título Príncipe island hawksbills: Genetic isolation of an eastern Atlantic stock e é assinada por C. Monzón-Argüello, N.S. Loureiro, C. Delgado, A. Marco, J.M. Lopes, M.G. Gomes & F.A. Abreu-Grobois.

O texto sintetiza mais de um ano de recolhas de amostras biológicas nas águas e nas praias do Príncipe, meses de trabalho no laboratório, e um intenso esforço para a redação e revisão da publicação científica.

Pela primeira vez fica descrita, de forma sistemática e detalhada, a estrutura genética da população singular de tartarugas SADA do Príncipe. Foram estudados 147 indivíduos (fêmeas adultas, machos adultos, indivíduos sub-adultos e juvenis neríticos) e concluiu-se que a população reprodutora pertence a um único haplotipo (EATL), o qual já tinha sido anteriormente identificado em indivíduos observados no mar mas não se conhecia a origem desse haplotipo. Com este estudo, e após a sua publicação, fica finalmente conhecida a origem: as SADAS com haplotipo EATL nasceram nas praias da Ilha do Príncipe.

Consequentemente, a importância dos esforços para a conservação das Tartarugas Marinhas na Ilha do Príncipe ganha nova dimensão. O Programa SADA tem-se empenhado desde Dezembro de 2008 e tem congregado esforços, colaborações e financiamentos. O resultado de tudo isso é que hoje as tartarugas marinhas são olhadas com bastante mais respeito, e o seu valor para a biodiversidade global é reconhecido, na Ilha e fora dela. A partir de hoje, com a publicação deste estudo, a dimensão científica do Programa SADA fica confirmada: as tartarugas SADA (Eretmochelys imbricata) são um valor-chave da biodiversidade global, na Ilha do Príncipe, e o mais ameaçado de extinção. Na verdade, os outros endemismos do Príncipe são igualmente fundamentais para a biodiversidade global, mas nenhum deles está tão diariamente ameaçado de extinção como a tartaruga SADA. Por isso, todas as iniciativas para a sua conservação são fundamentais.

As atividades com vista ao aprofundamento do conhecimento relativo à estrutura genética das tartarugas SADA da Ilha do Príncipe continuam, nas praias, nas águas e no laboratório. No futuro, o grupo de investigadores e mergulhadores que tem estado envolvido neste esforço publicará novos resultados científicos. E entretanto, claro está, continuam bem vivos os esforços para a conservação das tartarugas marinhas na Ilha do Príncipe.

C. Monzón-Argüello, N.S. Loureiro, C. Delgado, A. Marco, J.M. Lopes, M.G. Gomes & F.A. Abreu-Grobois. 2011. Príncipe island hawksbills: Genetic isolation of an eastern Atlantic stock. Journal of Experimental Marine Biology and Ecology 407(2): 345-354.

ABSTRACT
The hawksbill turtle is a critically endangered species that has been extensively exploited for centuries. Príncipe Island off western Africa harbours one of the species’ major nesting populations in the eastern Atlantic, as well as hosting year-round foraging aggregations of juveniles, subadults and adult males. To gain insight into the population’s genetic structure and relationships with regional stocks, we analysed mitochondrial DNA (mtDNA) sequences of nesting females (N=9), foraging adult females (N=11), adult males (N=32), subadults (N=15) and juveniles (N=80). The nesting population was found to be fixed for a single haplotype (EATL), which had been previously reported in both western and eastern Atlantic hawksbill foraging sites but had no known rookery source prior to this study. Thus it is now possible to confirm the westward transoceanic movement by hawksbills originating from Príncipe Island. Our analyses demonstrated that the Príncipe Island nesting colony is genetically distinct from breeding populations in the western Atlantic and is phylogenetically linked with Indo-Pacific hawksbill clades, suggesting that Príncipe Island was most likely colonised by migrants from the Indian Ocean via the Cape of Good Hope in southern Africa. Mixed stock analyses revealed that the eastern Atlantic appears to be the primary foraging area for Príncipe hawksbills (75%) while most of the foraging juveniles in Príncipe waters originate from the Príncipe rookery (84%). Furthermore, the presence of Caribbean haplotypes at low frequencies (< 5%) suggests that eastward transatlantic movements by juveniles to distant foraging and developmental habitats also take place. Depleted hawksbill populations in the eastern Atlantic combined with the low genetic variability and high genetic distinctiveness found in the Príncipe nesting and foraging aggregations with respect to the western Atlantic, underscore the high degree of isolation and vulnerability of this eastern Atlantic stock. These characteristics are highly relevant for the development of effective conservation programmes and highlight the urgent need to consolidate international cooperation across regional boundaries.

Anúncios

a SADA do Príncipe é única no Mundo!

14/06/2011


Ilha do Príncipe no SWoT Report VI

09/05/2011

O SWoT – State of the World’s Sea Turtles Report é uma publicação anual de síntese, apresentando o estado do conhecimento sobre as tartarugas marinhas. O periódico é editado nos E.U.A. e o corpo editorial reúne alguns dos mais conceituados especialistas mundiais em tartarugas marinhas. Embora não se possa considerar uma revista científica, cada edição anual é um marco incontornável na divulgação de informação rigorosa sobre estes animais ameaçados de extinção.

Recentemente foi publicado o SWoT Report VI, apresentado no 31º Annual Symposium on Sea Turtle Biology & Conservation.

Em cada edição é prestada especial atenção a uma das sete espécies de tartarugas marinhas. Entre outras informações, é publicado um mapa-mundo com a distribuição dos mais relevantes locais de postura. É também apresentado o state-of-the-art sobre a estrutura genética das diversas populações da espécie de tartarugas marinhas em análise.

O SWoT Report III foi dedicado à tartaruga SADA (Eretmochelys imbricata). Nessa oportunidade, publicaram-se algumas notas relativas às posturas nas praias das ilhas de São Tomé e do Príncipe. Sobre a estrutura genética da espécie reconhecia-se, num texto assinado por Alberto Abreu e Robin LeRoux, a existência de pelo menos um stock na costa atlântica de África, centrado na Ilha de Bioko e nas de São Tomé e Príncipe.

SWoT Report V foi dedicado à tartaruga TÀTÔ (Lepidochelys olivacea), espécie que faz posturas na Ilha de São Tomé, mas não no Príncipe. Surgiu uma referência muito breve no mapa-mundo de distribuição dos locais de postura…

SWoT Report VI é agora dedicado à tartaruga verde ou MÃO-BRANCA (Chelonia mydas). A Ilha do Príncipe volta a ser referida como um local de importância regional para as tartarugas marinhas, e esse reconhecimento é agora um fruto dos esforços que têm vindo a ser desenvolvidos pelo Programa SADA, o qual já integra o SWoT Team! A existência de um stock genético nas Ilhas de São Tomé e Príncipe é, igualmente, referido.

E a responsabilidade de São Tomé e Príncipe para o futuro das tartarugas marinhas, em particular no limite este do Oceano Atlântico, fica uma vez mais em destaque!


Lucky adult female SADA

19/04/2011

On January 2010, several Eretmochelys imbricata nesting and mature females were tagged by the Programa SADA team.

The lucky SADA immediately after nesting at Ponta Marmita, Príncipe Island. January 2010.

Very recently one of them was caught in a net, near Mbini, mainland Equatorial Guinea, by a local fisherman. Salvador Revuelta, a community development advisor from the Bioko Biodiversity Protection Program, found the turtle alive and asked for the intervention of the Government’s Delegate of Mbini and INDEFOR-AP (the national institute for forestry development and protected area management), in order to have it officially released. After, Salvador emailed the history and the data related to the flipper tags to the ACCSTR-CMTTP, requesting for more information about where she was tagged.

The same sea turtle, at Mbini, Guinea Equatorial. April 2011.

The lucky turtle was released yesterday in the presence of a local TV, according to the Government’s Delegate in charge of releasing it. The TV channel was involved in order to start a campaign of educating fishermen, etc. Hope that we will find this SADA at Príncipe Island, in the future…

THANKS A LOT SALVADOR REVUELTA, as well as thanks a lot BBPP, ACCSTR-CMTTP, Oceanário de Lisboa and U.S. FWS - MTCA!

UMA SADA COM SORTE!

No passado mês de Janeiro de 2010 várias fêmeas adultas de Eretmochelys imbricata foram marcadas com PITs e com flipper tags, em praias e nas águas costeiras da Ilha do Príncipe. A atividade decorreu no âmbito do Programa SADA.

Muito recentemente, uma dessas tartarugas foi capturada acidentalmente numa rede de pesca, perto de Mbini, na Guiné Equatorial. Salvador Revuelta, um agente local de desenvolvimento do Bioko Biodiversity Protection Program, encontrou a tartaruga viva e solicitou a intervenção do Delegado Governamental e do INDEFOR-AP (o instituto responsável pelas florestas e pela gestão das áreas protegidas) para a libertação no animal, no mar. Depois, Salvador enviou um email com a história e com os dados relativos aos flipper tags para o ACCSTR-CMTTP, no intuito de receber mais informações sobre o animal, e particularmente sobre onde tinha sido marcado.

Segundo nota do Delegado Governamental, a sortuda tartaruga foi ontem lançada ao mar, na presença de um canal local de televisão. Com a presença da televisão, as autoridades da Guiné Equatorial aproveitaram o acontecimento para fazer alguma sensibilização ambiental. Pela nossa parte, esperamos ver esta SADA no futuro, na Ilha do Príncipe…

Mas antes disso, obrigado Salvador Revuelta, bem como obrigado BBPP, ACCSTR-CMTTP, Oceanário de Lisboa e também U.S. FWS – MTCA!


Um novo cartaz…

21/11/2010


Téla nón escreve sobre artesanato e tartarugas marinhas em STP

23/02/2010

Téla nón, o prestigiado Diário Digital de São Tomé e Príncipe, publicou hoje uma notícia intitulada Carlos Alberto Trindade descobre no corno futuro para o artesanato e para as tartarugas. Não deixe de a ler…


Crianças do Príncipe com novas amigas!

18/01/2010

A distribuição das tartarugas de peluche foi um momento de enorme alegria para as crianças do Príncipe!

Na verdade foram três manhãs (14, 15 e 18 de Janeiro) de muita actividade, percorrendo todos os jardins de infância da Ilha. A algumas comunidades mais isoladas, como a da Praia Sêca, foi mesmo necessário ir de canoa!

Toda a pequenada da Ilha (e também muitos graúdos) recebeu as novas amigas que lhes estavam destinadas…

… e todos ouviram da boca do Presidente do Governo Regional que, a partir desse momento, carne e ovos de tartaruga deixavam de ser para comer. Agora, em todo o Príncipe, tartaruga é para viver em paz e liberdade, protegida por crianças e adultos…


aqui ficam, para a memória de todos, algumas imagens daqueles dias de Janeiro de 2010

As crianças da Sundi mostram os novos brinquedos.

O Presidente Tozé Cassandra distribui as tartaruguinhas às crianças, na Ponta do Sol…

… e também na Praia das Burras.

No Jardim de Infância do Aeroporto a festa foi grande.

Quando chegará a minha vez…

… porque é de pequenino que se começa o bom caminho!!!

A equipa da distribuição, à saída de Porto Real.


Um enorme agradecimento a todos aqueles que tornaram possível estes gestos de carinho e biodiversidade, como foram o André Almeida, os mergulhadores do Príncipe, o Governo Regional do Príncipe, o Dr Nuno Viegas e a Teresa P. Pires (Praia Boi Nature Resort), o Oceanário de Lisboa, a TAP Air Portugal, o Emb. Jean-Philippe van Nyen, a Profª Helen Rost Martins, a Turtle Foundation, a Leonor Sardinha, a Katya Delimbeuf (Expresso), a Elisabete Rodrigues (barlavento), a Universidade do Algarve e, muito especialmente, todos aqueles anónimos que com os seus donativos ajudaram a pagar esta iniciativa!!!