Já há ovos de tartaruga na Praia Grande!

16/08/2011

A época de posturas 2011-2012 começou cedo na Praia Grande. O primeiro ninho de mão-branca (Chelonia mydas) foi depositado no areal na noite de 8 para 9 de Agosto!

Entretanto, na praia terminam as últimas limpezas e no CENTRO PARA ACOLHIMENTO DE VISITANTES E DE TURTLE WATCHING – casa Zeferino Rodrigues dão-se os últimos retoques para que já no início de Setembro se possa começar a receber visitantes e acolher os guardas durante as noites mais chuvosas.

Um flyer e alguma sinalética (outdoors) deverão contribuir para divulgar esta nova atividade de turismo de natureza na Ilha do Príncipe, assegurada pelo Programa SADA.

Anúncios

Ano Novo, casa nova!

01/01/2011

Nada melhor para começar o novo ano de 2011 do que mostrar duas fotos que ilustram as obras da casa na Praia Grande  – Centro de Acolhimento de Visitantes e de Turtle Watching ‘Zeferino Rodrigues’. A recuperação da casa, finalmente, aproxima-se da conclusão, e é fruto de meses de trabalho do Hualton e do Mingos, durante o dia carpinteiros e pintores, durante a noite vigilantes das tartarugas marinhas!

O estado das obras no dia 29 de Dezembro de 2010. Foto de Daniel Ramos.

A casa agora recuperada foi contruída pela ONG MARAPA com o apoio financeiro do FFEM – Fundo Francês para o Ambiente Mundial e foi-se degradando com o passar dos tempos. A recuperação da casa foi integrada no plano de atividades 2010 do Programa SADA e foi financiada pelo mesmo Programa, recorrendo aos apoios do Oceanário de Lisboa, Marine Turtle Conservation Fund (FWS-USA) e de doadores individuais como a Srª Drª Mª Leonor Sardinha. A obra contou também com a colaboração do Governo Regional do Príncipe. Na fase final das obras, para além do Hualton e do Mingos, muito contribuiu também o empenhamento do Daniel Ramos, Diretor do Parque Natural do Príncipe, e do Dr Rogério Ferreira.

O estado das obras no dia 29 de Dezembro de 2010. Foto de Daniel Ramos.

Com as obras concluídas, começa agora a ser possível dinamizar iniciativas de turtle watching, naquela que é a principal praia de posturas de tartarugas marinhas na Ilha do Príncipe. A tartaruga-verde Chelonia mydas é, sem dúvida, a espécie mais frequente, mas a SADA Eretmochelys imbricata e a tartaruga-de-couro Dermochelys coriacea também aparecem na Praia Grande para aí fazerem algumas posturas.


As tartarugas marinhas estão de volta às praias do Príncipe!

06/10/2010

Hualton Carvalho, o coordenador dos trabalhos na Praia Grande

É verdade!
Foi com um atraso de um mês comparativamente com a época passada, mas na noite do passado dia 4 de Outubro a primeira fêmea reprodutora da época, uma Chelonia mydas (tartaruga verde ou mão branca) subiu na Praia Grande, pelas 20 horas, e depositou na areia o primeiro conjunto de ovos. Bem vinda!!!

Para acompanhar todo o episódio lá estava o Hualton Carvalho, o eficiente e experiente guarda do Programa SADA. Depois da postura e antes de regressar ao mar, a tartaruga marinha, que media 1.04 metros de comprimento (da carapaça), recebeu o flipper tag TTY460 e, igualmente, um PIT tag.

Nesta nova época de posturas, antes desta ocorrência, na Praia Grande apenas se tinha observado um rasto sem postura, na noite de 2 de Outubro. Mas os mergulhadores que regularmente colaboram com o Programa SADA confirmam que são já muitas as tartarugas marinhas que descansam na baía da Praia Grande, e em outras áreas pouco profundas e abrigadas da Ilha do Príncipe. Por isso, tudo faz crer que a época de posturas de tartarugas marinhas, na Ilha do Príncipe, começará em força já muito em breve!

Centro de Turtle Watching da Praia Grande, durante as obras, em Setembro...

Entretanto, as obras de reabilitação do Centro de Turtle Watching da Praia Grande estão a avançar a bom ritmo. O pequeno edifício de madeira foi totalmente desmontado e deslocado para um local mais abrigado, e está agora na fase final da sua reconstrução. Por isso, muito em breve, guardas, investigadores e visitantes passarão a ter um local adequado, na Praia Grande, para se resguardarem enquanto aguardam ou descansam das atividades de observação das tartarugas marinhas a depositar os seus ovos na areia, e dos ovos a eclodirem e os recém-nascidos a correrem para o mar!


fotógrafa brasileira visitou a Praia Grande

31/03/2010

Lena Trindade, fotógrafa e jornalista brasileira, esteve em Janeiro passado na Ilha do Príncipe, para registar as paisagens, a natureza, as pessoas e o seu viver.

A Praia Grande foi, como seria de esperar, local obrigatório de visita e paragem. Lena Trindade e suas companheiras de viagem foram recebidas pelo Zeferino e pelo Hualton e tiveram a oportunidade de observar algumas mão-branca a desovar.

Embora não sejam, por norma, autorizadas fotos com flash, dado tratar-se duma visitante tão especial Lena Trindade teve a permissão de fazer alguns disparos amigáveis. E enviou agora alguns resultados, acompanhados duma pequena mensagem de agradecimento: “Foi grande a emoção de ver a desova das tartarugas numa linda noite de luar na Praia Grande.”


tartaruga já fez seis posturas…

24/11/2009

Uma tartaruga-verde (C. mydas), localmente chamada de mão-branca, já fez nesta época seis posturas na Praia Grande, Ilha do Príncipe. O intervalo médio entre cada uma dessas posturas foi de 14.8 noites.

Esta fêmea reprodutora começou a ser acompanhada este ano, no âmbito do Programa SADA. A sua observação tem sido feita pelos dois vigilantes da Praia Grande, HualtonZeferino, e a inequívoca identificação só é possível porque o animal está marcado com um flipper tag e um PIT tag.

Seis posturas numa época é um número muito considerável. Na Praia Grande, durante a época de posturas 2007-08, segundo dados não publicados recolhidos pela ONG MARAPA e analisados pelo Programa SADA, observou-se uma média de 3.13 posturas ao longo de todo o período, com um intervalo médio entre posturas de 13.8 noites. Para diversas populações de C. mydas, em diversos locais do mundo, Miller (1997), por exemplo, refere um valor médio de 2.93 posturas por época, com um intervalo médio de 12 noites.