Programa SADA no Oceanário de Lisboa

28/06/2011

O Oceanário de Lisboa inaugurou recentemente um novo edifício e, simultaneamente, a magnífica exposição sobre tartarugas marinhas. Não perca uma oportunidade única de quase nadar com tartarugas marinhas!

O Programa SADA não passa desapercebido, num painel com três grandes fotografias e textos, que integra a exposição e apresenta as iniciativas de conservação apoiadas pelo Oceanário de Lisboa.

E na loja do OdLx continuam à venda as t-shirts do Programa SADA, bem como os lápis exclusivos, alusivos às Tartarugas Marinhas na Ilha do Príncipe.
Ao comprar uma t-shirt e/ou um lápis estará a contribuir para esta boa causa da biodiversidade mundial…

Anúncios

Ano Novo, casa nova!

01/01/2011

Nada melhor para começar o novo ano de 2011 do que mostrar duas fotos que ilustram as obras da casa na Praia Grande  – Centro de Acolhimento de Visitantes e de Turtle Watching ‘Zeferino Rodrigues’. A recuperação da casa, finalmente, aproxima-se da conclusão, e é fruto de meses de trabalho do Hualton e do Mingos, durante o dia carpinteiros e pintores, durante a noite vigilantes das tartarugas marinhas!

O estado das obras no dia 29 de Dezembro de 2010. Foto de Daniel Ramos.

A casa agora recuperada foi contruída pela ONG MARAPA com o apoio financeiro do FFEM – Fundo Francês para o Ambiente Mundial e foi-se degradando com o passar dos tempos. A recuperação da casa foi integrada no plano de atividades 2010 do Programa SADA e foi financiada pelo mesmo Programa, recorrendo aos apoios do Oceanário de Lisboa, Marine Turtle Conservation Fund (FWS-USA) e de doadores individuais como a Srª Drª Mª Leonor Sardinha. A obra contou também com a colaboração do Governo Regional do Príncipe. Na fase final das obras, para além do Hualton e do Mingos, muito contribuiu também o empenhamento do Daniel Ramos, Diretor do Parque Natural do Príncipe, e do Dr Rogério Ferreira.

O estado das obras no dia 29 de Dezembro de 2010. Foto de Daniel Ramos.

Com as obras concluídas, começa agora a ser possível dinamizar iniciativas de turtle watching, naquela que é a principal praia de posturas de tartarugas marinhas na Ilha do Príncipe. A tartaruga-verde Chelonia mydas é, sem dúvida, a espécie mais frequente, mas a SADA Eretmochelys imbricata e a tartaruga-de-couro Dermochelys coriacea também aparecem na Praia Grande para aí fazerem algumas posturas.


Aceite este convite!

06/11/2010

 

Aceite este convite: venha conhecer a Praia Grande, na Ilha do Príncipe, e também o Centro de Turtle Watching e Acolhimento de Visitantes que aí está instalado. Venha ver tartarugas marinhas a depositar ovos na areia quente da praia…

Formular publicamente este convite é um dos objectivos do cartaz agora produzido, e que está já na Ilha do Príncipe. O outro objectivo é divulgar mais intensamente este património natural existente na Ilha, e que é uma das pérolas da biodiversidade daquele pequeno território insular posicionado no meio do Golfo da Guiné.

Em breve, o Programa SADA, uma iniciativa da Universidade do Algarve com os apoios do Governo Regional do Príncipe, do Parque Natural do Príncipe e da população da Ilha, e com financiamentos do Oceanário de Lisboa e do Marine Turtle Conservation Fund (U.S. Fish and Wildlife Service), vai editar mais cartazes, que vão igualmente ficar expostos em locais públicos da Ilha e, assim, contribuir para a valorização e protecção da biodiversidade regional e global.


Rogério Ferreira de regresso ao Príncipe

24/10/2010

A missão nº 7 do Programa SADA está prestes a começar!

Será já no próximo dia 5 de Novembro que o biólogo marinho Rogério Ferreira vai aterrar em São Tomé, a caminho da Ilha do Príncipe. A tarefa que leva na bagagem é dar corpo à missão nº 7 do Programa SADA, a qual só terminará no dia 21 de Janeiro de 2011!

Rogério Ferreira na Praia Sêca, aquando da sua estadia aí, no final de 2009

Acompanhar actividades nocturnas na Praia Grande e em outras praias da Ilha, relacionadas com as posturas das diferentes espécies de tartarugas marinhas, acompanhar os mergulhadores locais durante a pesca para um cuidado acompanhamento dos acasalamentos e identificação de exemplares adultos, e promover algumas acções de turtle watching e sensibilização ambiental, serão objectivos de trabalho do biólogo marinho português, que está agora a começar o seu doutoramento.

Rogério Ferreira conhece já bastante bem a Ilha do Príncipe, uma vez que em 2009 esteve longas semanas na Praia Sêca, vivendo com a comunidade local. Agora volta com objectivos bem definidos e ambiciosos, integrado no Programa SADA!


fotógrafa brasileira visitou a Praia Grande

31/03/2010

Lena Trindade, fotógrafa e jornalista brasileira, esteve em Janeiro passado na Ilha do Príncipe, para registar as paisagens, a natureza, as pessoas e o seu viver.

A Praia Grande foi, como seria de esperar, local obrigatório de visita e paragem. Lena Trindade e suas companheiras de viagem foram recebidas pelo Zeferino e pelo Hualton e tiveram a oportunidade de observar algumas mão-branca a desovar.

Embora não sejam, por norma, autorizadas fotos com flash, dado tratar-se duma visitante tão especial Lena Trindade teve a permissão de fazer alguns disparos amigáveis. E enviou agora alguns resultados, acompanhados duma pequena mensagem de agradecimento: “Foi grande a emoção de ver a desova das tartarugas numa linda noite de luar na Praia Grande.”


Época de posturas terminou na Praia Grande

03/03/2010

As tartarugas marinhas já deixaram de surgir, noite após noite, no areal da Praia Grande, à semelhança do que aconteceu nas outras praias da Ilha do Príncipe. Acabou, por isso, a época de posturas de 2009-2010, que se tinha iniciado em Setembro passado.

Na Praia Grande, onde foi possível assegurar um acompanhamento assíduo e muito criterioso, foram observadas 122 mão-brancas (Chelonia mydas) diferentes, bem como cinco sadas (Eretmochelys imbricata) e duas ambulâncias (Dermochelys coriacea). Na totalidade, foram depositadas na areia 315 posturas de mão-branca, seis de sada e uma de ambulância. Estes números permitem confirmar a Praia Grande como sendo a principal praia para as tartarugas marinhas na Ilha do Príncipe (e talvez mesmo de São Tomé e Príncipe).

Não se pense, no entanto, que as actividades terminaram. Durante os meses de Março e Abril continuará a ser feito o acompanhamento quotidiano das posturas e do nascimento dos filhotes.

Por outro lado, vai começar em breve a recuperação e requalificação do Centro de Acolhimento da Praia Grande, tendo em vista haver na próxima época de posturas um local adequado para receber os visitantes e para os vigilantes descansarem e se abrigarem as chuvas, sempre que necessário. A Drª Leonor Sardinha, que recentemente visitou a Praia Grande para conhecer a realidade local, ficou particularmente sensibilizada com a dedicação e profissionalismo tanto do Sr Zeferino como do Sr Hualton, e prontificou-se a financiar essas obras.


Marine Turtle Conservation Act vai apoiar o Programa SADA

01/03/2010

MARINE TURTLE CONSERVATION ACT, gerido pela Division of International Conservation – Fish and Wildlife Service, do Governo do Estados Unidos da América, comunicou à Universidade do Algarve que vai apoiar financeiramente o Programa SADA durante os anos de 2010 e 2011.

Trata-se de um passo decisivo na afirmação internacional da Ilha do Príncipe com hotspot reconhecidamente importante para tartarugas marinhas, e especialmente para a tartaruga sada!