mergulhador sente peso da nova lei regional

tpnprincipeUm mergulhador residente na Cidade de Santo António foi apanhado em flagrante a vender carne de tartaruga marinha. O Governo Regional do Príncipe tomou, de imediato, conhecimento da ocorrência e ordenou que fossem apreendidos todos os materiais de pesca que o mergulhador transportada no momento, bem como o pescado e a carne de tartaruga marinha. Os materiais ficaram à guarda da Polícia Nacional enquanto que pescado e carne de tartaruga marinha foram queimados.

Espera-se agora que esta acção exemplar surta os seus efeitos na Ilha, desincentivando outros mergulhadores a desrespeitarem o Decreto Regional nº 1/2009, de Protecção de Tartarugas Marinhas, aprovado no passado dia 8 de Julho.

Entretanto, os mergulhadores que colaboram regularmente com o Programa SADA têm colaborado de forma persistente, sensibilizando outros mergulhadores para as novas atitudes de respeito por este importante Património Natural da Ilha do Príncipe. Ao mesmo tempo, a Rádio Regional do Príncipe tem estado a divulgar um pequeno spot de sensibilização, dirigido a toda a população do Príncipe.

Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: