Freshwater Turtles in the Gulf of Guinea oceanic islands

In a description of Annobon (or Ano Bom, or Pagalu) Island dated from the beginning of the XVI Century,  Valentim Fernandes (or Valenty Fernandez de Moravia) clearly wrote about a freshwater turtle species. He explained that they are abundant, but slaughtered by the inhabitants of the recent settlements. Not less interesting is the reference to a Portuguese Rule that establishes limits to the capture of that freshwater turtle, to avoid their extinction!

Tartarugas há nesta ilha muitas que se criam em terra e não no mar, e os machos são tão grandes como uma albarda e as fêmeas são mais pequenas. E as fêmeas põem os seus ovos como galinhas, hoje um amanhã outro, e onde põem o ovo ali o deixam ficar, e ali se cria uma tartaruga daquele ovo assim no chão sem outra cerimónia. E não põem como as do mar. E como elas são grande mantimento para os moradores da ilha, e eles mataram muitas sem as aproveitarem, fizeram agora um regimento para que nenhum morador não mate mais do que uma por dia.
Th. MONOD, A. T. MOTA & R. MAUNY. 1951. Description de la Côte Occidentale d’Afrique (Sénégal au Cap de Monte, Archipels) par Valentim Fernandes (1506-1510). Bissau, Memórias do Centro de Estudos da Guiné Portuguesa nº 11, pp. 142 e 144.

Barboza du Bocage, a Portuguese naturalist from the XIX Century, wrote about a freshwater turtle species found in the south of the São Tomé Island: the Sternothaerus Derbianus, Gray 1863. He explained that they live in the rivers of the mountains of the island, but are very rare. Bocage cited the field campaigns of the German naturalist Richard Greef, during the years of 1879 and 1880, in São Tomé and also in the Rolas Islet.

Diz o dr. Greef que esta especie vive nos rios da Cordilheira de S. Thomé. Não a encontrou nunca nas suas excursões, mas obteve quatro exemplares que refere à especie citada. Ainda a não recebi de S. Thomé, o que nos faz crer que seja rara como o dr. Greef afirma.
J. V. B. BOCAGE. 1886. Repteis e Amphibios de S. Thomé. Jornal de Sciencias Mathematicas, Physicas e Naturaes XI(XLII):65-70.

Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: